Política de Gestão de Riscos

Estabelecer as diretrizes que regulamentam a Gestão baseada em Riscos, é o caminho único para sustentabilidade e manutenção no mercado

1. INTRODUÇÃO

A Política define um conjunto de princípios e diretrizes para a Gestão de Riscos Corporativos da Procura-se Traders. Desta forma, tais diretrizes foram estabelecidas com o objetivo de assegurar que sejam formalmente gerenciados os potenciais impactos adversos que influenciam a execução dos objetivos da Procura-se Traders.

2. OBJETIVO

O objetivo desta Política é estabelecer as diretrizes que regulamentam a Gestão baseada em Riscos, suficientes para propiciar à Procura-se Traders capacidade de cumprir com a sua missão bem como seus objetivos estratégicos sem violar o perfil de risco do planejamento estratégico da empresa, tendo como pressupostos:

a) Manter a estrutura apropriada de governança de risco;

b) Estabelecer critérios e parâmetros para identificação, avaliação, monitoramento e controle dos riscos relevantes da entidade;

c) Divulgar e conscientizar os funcionários quanto aos riscos relacionados a seus planos de benefícios;

d) Disseminar a cultura de Gestão baseada em Riscos, especificando o perfil de risco adotado, introduzindo uma linguagem comum para o assunto “riscos” em todos os níveis da organização.

e) Garantir que os processos e procedimentos relacionados ao Gerenciamento de Riscos da Procura-se Traders atendam aos requerimentos regulatórios vigentes, bem como às melhores práticas internacionais.

3. ALCANCE

Essa política é feita para todos os colaboradores da Procura-se Traders.

4. ATUALIZAÇÃO

A Política de Gestão de Riscos Corporativos deve ser revisada sempre que se fizer necessário, não excedendo o período máximo de 12 (DOZE) meses.

A formulação de propostas de alteração desta Política é de competência do comitê de Gestão de Riscos e serão encaminhadas para aprovação da alçada competente pela gerência coordenadora do comitê.

5. COMO TRATAR OS RISCOS

1. Evitar o risco: não iniciando ou descontinuando a atividade que dá origem ao risco.

2. Eliminar o risco: removendo a respectiva fonte causadora.

3. Reduzir o risco: Implantando controles que diminuam a probabilidade de ocorrência do risco ou suas consequências.

4. Aceitar o risco: assumindo o risco, por uma escolha consciente e justificada formalmente, podendo implementar      sistemática de monitoramento.

5. Compartilhar o risco: com outras partes interessadas.

6. Aumentar o risco: com vistas a aproveitar uma oportunidade.

6. PRAZOS PARA LIDAR COM OS RISCOS

1. Médio e longo prazo: quando a avaliação realizada indicar risco estratégico, orçamentário ou de imagem classificado como risco baixo.

2. Curto prazo: quando a avaliação realizada indicar risco estratégico, orçamentário ou de imagem classificado como risco médio, ou, em caso de risco negativo, quando a continuidade ou repetição das vulnerabilidades tiver potencial para transformá-lo em risco médio

3. Imediato: quando a avaliação realizada indicar risco estratégico, orçamentário ou de imagem classificado como risco alto ou extremo, ou, em caso de risco negativo, quando a continuidade ou repetição das vulnerabilidades tiver potencial para transformá-lo em risco alto ou extremo

7.NÍVEIS DE RISCOS

1. Extremo: Aqueles caracterizados por riscos associados à paralisação de operações, atividades, projetos, programas ou processos da Procura-se Traders, causando IMPACTOS IRREVERSÍVEIS nos objetivos relacionados ao atendimento de metas, padrões ou à capacidade de entrega de produtos/serviços às partes interessadas.

2. Alto: Aqueles caracterizados por riscos associados à interrupção de operações, atividades, projetos, programas ou processos da Procura-se Traders, causando IMPACTOS DE REVERSÃO MUITO DIFÍCIL nos objetivos relacionados ao atendimento de metas, padrões ou à capacidade de entrega de produtos/serviços às partes interessadas.

3. Médio: Aqueles caracterizados por riscos associados à interrupção de operações ou atividades da Procura-se Traders, de projetos, programas ou processos, causando IMPACTOS SIGNIFICATIVOS nos objetivos relacionados ao atendimento de metas, padrões ou à capacidade de entrega de produtos/serviços às partes interessadas, porém recuperáveis.

4. Baixo: Aqueles caracterizados por riscos associados à degradação de operações, atividades, projetos, programas ou processos da Procura-se Traders, causando IMPACTOS PEQUENOS nos objetivos relacionados ao atendimento de metas, padrões ou à capacidade de entrega de produtos/serviços às partes interessadas.

5. Muito Baixo: Aqueles caracterizados por riscos associados à degradação de operações, atividades, projetos, programas ou processos da Procura-se Traders, porém causando IMPACTOS MÍNIMOS nos objetivos relacionados ao atendimento de metas, padrões ou à capacidade de entrega de produtos/serviços às partes interessadas.

8. CICLO DA GESTÃO BASEADA EM RISCOS

O ciclo de Gestão Baseada em Riscos corresponde à descrição das diversas atividades que são desenvolvidas para que o perfil de riscos seja gerado e comunicado para as diversas partes interessadas. Esse ciclo deve estar interligado aos demais processos da Procura-se Traders bem como às Políticas e Diretrizes de investimentos vigentes. Trata-se da efetiva aplicação das ações de identificação, avaliação, mitigação, comunicação e monitoramento das diferentes categorias de riscos existentes nos processos da Procura-se Traders, realizados periodicamente.

1. Identificação

2. Avaliação e Mensuração

3. Resposta

4. Comunicação e Monitoramento

9. CONSIDERAÇÕES FINAIS

Esta política deve ser acompanhada pelo Departamento de Risco da Procura-se Traders, no que tange à aplicação dos procedimentos de acompanhamento e ao controle de suas diretrizes.

As exceções, eventuais violações e casos omissos à Política de Riscos Corporativos devem ser analisadas individualmente.

 

R$ 30 mil por mês ou mais

dedicando algumas horas

Com 0 risco de por o seu dinheiro em jogo. Opere 100% com o nosso capital